www.viagensdenavio.com.br

Brasil, quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
Olá amigo navegador, bom dia!

. 3 visitante(s) online no nosso site neste momento!

. Facebook...Twitter...Instagram..Youtube

Cadastre-se no Viagens de Navios

 

 


Porto de Antonina será alternativa para cruzeiros marítimos no Brasil

 

 

20-8-2007

A cidade de Antonina terá R$ 12 milhões a serem aplicados na estruturação do receptivo de turistas e na infra-estrutura para receber os visitantes

O superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Eduardo Requião, quer fazer do Porto Barão de Teffé, em Antonina, a mais nova alternativa para cruzeiros marítimos no Brasil. A idéia é transformar o terminal em um atracadouro seguro e viável para acolher turistas dispostos a conhecer as belezas naturais do Litoral e todo o Paraná e, ainda, a aquecer a economia local.

O projeto receberá um investimento inicial de cerca de R$ 12 milhões a serem aplicados na estruturação do receptivo de turistas e na infra-estrutura da cidade para receber os passageiros. "Acredito que Antonina está se preparando para receber estes passageiros adequadamente. A vinda do navio de passageiros para cá deve ser consolidada para que o Litoral e o Paraná ganhem com isso", disse o superintendente dos portos Eduardo Requião.

Nesta quinta-feira (09), o dirigente portuário recebeu o presidente e o vice-presidente da Associação Brasileira das Empresas Marítimas (Abremar), Eduardo Vampré do Nascimento e René Hermann, que também é diretor da Costa Cruzeiros, empresa italiana, que atua há 60 anos no Brasil e chega a transportar cerca de 78 mil passageiros nas três embarcações que representa. Junto com eles, estiveram presentes o secretário estadual de Turismo, Celso Caron, e o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens no Paraná (Abav/PR), Antonio Azevedo.

"Receber hoje essa comitiva é um grande avanço e resultado de um esforço desta administração em conjunto com o Governo do Estado e com as agências de turismo. Temos que continuar com esta idéia, que nasceu há mais de um ano e meio, para que possamos beneficiar as cidades do Litoral do Paraná", disse Eduardo Requião, que acompanhou a comitiva de lancha até Antonina, onde conheceram o Porto Barão de Teffé e almoçaram na cidade histórica. Lá, o prefeito de Antonina, Kleber Fonseca, uniu-se ao grupo para apresentar a cidade e seus atrativos e relatar as obras para recepção dos turistas.

O secretário Celso Caron ressaltou que, a partir de Antonina, os passageiros poderão deslocar-se para outros centros, impulsionando o turismo de todo o Estado. "A nossa meta é inserir o Litoral do Paraná na rota desses cruzeiros. Temos uma baía, ilhas e praias formidáveis e precisamos conseguir que esses navios parem mais no nosso Litoral. Acredito que Antonina tem potencial para receber turistas de cruzeiros. É uma cidade charmosa e que tem uma infra-estrutura apropriada para isso", destacou.

Estrutura - A estrutura para atrair os turistas foi apontada pelo presidente da Abremar, Eduardo Vampré do Nascimento, como primordial para a abertura do mercado de cruzeiros no Paraná. "Antonina tem um perfil mais turístico e esperamos que possamos incluir o Paraná no roteiro dos nossos navios. A costa brasileira tem poucas baías e a do Paraná é uma forte candidata para convencermos as companhias que compõem a Abremar a parar no Paraná", revelou Nascimento.

Segundo o presidente da Abremar, um passageiro de cruzeiro marítimo chega a gastar entre US$ 140 e US$ 150 por dia em restaurantes, lojas e outros atrativos. No entanto, sem alternativas turísticas, a média chega a US$ 30. "Temos que ter estrutura para encantar os turistas", disse Nascimento.

Estimativas da Abremar afirmam que o mercado de cruzeiros terá um crescimento de 20% em relação ao ano passado. Neste ano, a expectativa é que 400 mil passageiros embarquem nos cruzeiros da costa brasileira. São estes números que incentivam a administração portuária a apostar no terminal "Barão de Teffé" como ponto de atracação de transatlânticos. "Uma fatia de mercado que pode ser absorvida por Antonina", consideraram os integrantes da comitiva.

União - De acordo com Eduardo Nascimento está sendo muito importante a iniciativa de fazer do litoral paranaense parte da rota dos cruzeiros marítimos. "Nunca tivemos uma oportunidade como esta que está sendo oferecida pelo superintendente da Appa, Eduardo Requião. Faltava esta força, este incentivo para que pudéssemos mostrar o que é o Paraná" , comentou o presidente da Abremar.

"É muito importante estarmos aqui hoje porque precisamos de portos novos para mostrar aos nossos passageiros. Atualmente, estamos restritos a cerca de 10 portos e no Paraná ainda não temos uma opção. Podemos analisar esta possibilidade para a temporada de 2008 e 2009 e incluir Antonina no roteiro. Nós precisamos de novos destinos e esta só pode ser uma boa parceria", comentou o vice-presidente da Abremar, René Hermann.

Para o presidente da Abav/PR, Antonio Azevedo, o Paraná apresenta as melhores rotas e traduz-se como um produto diferenciado. "Temos um patrimônio natural inigualável em relação aos demais pontos de parada de navios. A nossa meta é que os navios venham para o Paraná e queremos verificar as oportunidade de logística e de receptivo. Aqui temos uma área de patrimônio natural, de preservação ambiental, santuários ecológicos e temos uma grande oportunidade. Acredito que seremos vencedores", comentou Azevedo.


Faça hoje mesmo sua reserva!
Saiba como comprar seu Cruzeiro Marítimo

Página anterior | Página inicial

 

 

Viagens de Navio Publicidade e Consultoria Ltda
Desde 1998 (since 1998)

vn@viagensdenavio.com.br
Política de Informação | Quem somos?

copyright © viagensdenavio
Todos os direitos reservados. É proibida a Reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Viagens de Navio